No Brasil os pilotos podem optar por vidro Garmin

LABACE Convention News » 2013 Edição portuguesa
August 12, 2013, 2:10 PM

A fabricante de produtos para aviação Garmin (estande 2011) está experimentando um crescente interesse em seus produtos por parte do Mercado brasileiro, que tem a segunda maior frota de aviação geral no mundo. As cabines de comando da Garmin estão presentes em dois jatos muito populares no Brasil: os Phenom 100 e 300 da Embraer. Além disso, muitos operadores brasileiros estão optando pelas atualizações do G950 e G1000 da Garmin para o Beechcraft King Airs, assim como a série GTN de sistemas de comunicação e navegação\GPS touchscreen da Garmin para uma variedade de aeronaves.

A série GTN é certificada sob uma lista modelo aprovada pela ANAC no Brasil, o STC (supplemental type certificate), o que significa que o GTN 650 e o GTN 750 podem ser instalados em centenas de diferentes aeronaves sem a necessidade de obter certificação individual para cada tipo.

O GTN 650 é o menor de dois sistemas e cabe no mesmo espaço do módulo de rádio que no antigo GNS 430W, enquanto que o GTN 750, maior, substitui o GNS 530W. Ambas as unidades têm telas muito maiores que as do GNS; a tela do GTN é 50 por cento maior que a do 430 e a tela do GTN 750 é quase 100 por cento maior que a do 530. Ambos oferecem entrada de dados em touchscreen, sintonização de radio integrada, controle de transponder remoto opcional e plano de voo gráfico. A tela maior do GTN 750 também permite a exibição das tabelas de procedimento por terminal eletrônico da Garmin ChartView.

Uma opção no GTN 750 é o controle de processador de áudio remoto, que permite a instalação do GMA 35 processador de áudio montado remotamente, que economiza espaço. Os pilotos também podem controlar os transponders remotos GTX33/33D do GTN 650 ou 750, economizando espaço no painel.

O GTN 650 é vendido no varejo por US$11.495 e o GTN 750 por US$ 16.995. A Garmin também oferece o GTN 625 e 725 touchscreen sem os rádios comunicadores por um preço mais baixo.

Rádio-altímetro GRA 5500

Para montagens posteriores dos sistemas G950 ou G1000 nos turbopropulsores King Air, os compradores podem querer acrescentar o novo radar-altímetro GRA 5500. Disponível por US$ 13.995 (sem antena), o GRA 5500 tem um design totalmente digital que emprega tecnologia digital de processamento de sinal. O GRA 5500 se comunica através de uma interface Arinc 429 padrão, permitindo que o radio-altímetro funcione com um variedade de cabines integradas e mostradores da Garmin. Também funciona com produtos de outros fabricantes, e atende às exigências dos radio-altímetros de Classe-A Taws, operações Cat II ILS e Tcas II/Acas II. A nova solução da Garmin para o Tcas II/Acas II também se beneficiará do GRA 5500.

Segundo a Garmin, a nova tecnologia digital permite ao GRA 5500 “fornecer suave rastreamento de altitude resultando num consistente e altamente preciso indicador de altitude-sobre-solo, até mesmo sobre os mais desafiadores ambientes como terrenos rugosos, copas de árvores, areia e águas agitadas.” Tecnologia digital, incluindo a aplicação de filtros digitais, permite ao GRA 5500 processar centenas de medições de altitude por Segundo “para ajudar a detector e mitigar falsos retornos de altitude.”

Aqui na LABACE, a Garmin está dando destaque a uma variedade de produtos de aviação, incluindo os sistemas GTN; navegadores GPS portáteis que cabem numa mão; o G1000 e seus mais recentes sistemas G3000 e G5000, que estarão presentes em jatos executivos como o HondaJet; Bombardier Learjet 70/75; Cessna Citation M2, Latitude, Longitude, X e Sovereign; e o Phenon 300 da Embraer.

FILED UNDER: 
Share this...

Please Register

In order to leave comments you will now need to be a registered user. This change in policy is to protect our site from an increased number of spam comments. Additionally, in the near future you will be able to better manage your AIN subscriptions via this registration system. If you already have an account, click here to log in. Otherwise, click here to register.

 
X